Um projeto de reforço de capacidades

O projeto NHNAI pretende reforçar capacidades, sendo coordenado pelo centro de investigação Confluence: Ciências e Humanidades da Universidade Católica de Lyon (UCLy) sob a égide da Federação Internacional das Universidades Católicas (IFCU). O principal objetivo é empoderar todas as partes interessadas nos contextos das neurociências e da inteligência artificial para abordar o conjunto vasto de questões éticas relacionadas com os desenvolvimentos contínuos nestes dois campos de estudo.

O projeto NHNAI assenta na constatação de que, apesar de frequentemente mencionada em princípios e diretrizes éticas, a noção de humano ou humanismo (a questão o que significa ser humano, quem somos e quem devemos ser na era das neurociências e da inteligência artificial) continua a constituir uma lacuna.

Sob a égide da

IFCU

Federação Internacional das
Universidades Católicas

Coordenado por

Centro de Investigação
Confluence: Ciências e Humanidades

Universidade Católica de Lyon

Humanismo, uma noção fundamental para a ética

Em vez de abordar questões éticas diretas levantadas pelos desenvolvimentos recentes na inteligência artificial e nas neurociências, o projeto NHNAI pretende explorar a lacuna do humanismo. Na verdade, muitas questões fundamentais associadas à noção de humanismo enquadram o questionamento ético acerca dos desafios que a inteligência artificial e as neurociências levantam:

  • A inteligência não é uma das características definidoras dos humanos? Qual é a identidade de uma pessoa perante as possibilidades tecnológicas da neuromodulação (incluindo a modificação das emoções e da personalidade das pessoas)? Somos apenas máquinas? O nosso destino é ficarmos obsoletos e cedermos a vez a pós-humanos ou superinteligências artificiais? As neurociências e a inteligência artificial irão transformar a verdadeira essência da humanidade e, se sim, de que forma?

A ligação entre ética e humanismo pode tornar-se ainda mais direta e notória:

  • Como falar, de forma produtiva, sobre inteligência artificial centrada no humano sem abrir a caixa negra do humanismo? Que desenvolvimento humano é que os novos conhecimentos e tecnologias (como as neurociências e a inteligência artificial) devem servir? O que pode isto significar na área da tomada de decisão apoiada ou orientada pela inteligência artificial? Ao exigir o envolvimento de humanos na inteligência artificial (human-in-the-loop), o que significa o termo humano? De que forma faz sentido falar no facto de a inteligência artificial tomar melhores decisões do que os humanos?

Mais sobre humanismo e ética

Fomentar a reflexão social

As questões complexas a que o projeto NHNAI pretende dar resposta requerem, naturalmente, a conjugação de conhecimentos de especialistas de várias disciplinas académicas diferentes (desde ciência computacional até sociologia e filosofia). Mas também constituem questões sociais que exigem debate na praça pública com todas as partes interessadas. Assim, o projeto NHNAI assenta numa rede internacional de universidades católicas e comunidades de parceiros para fomentar debates coletivas acerca destas questões, com o apoio de conhecimentos académicos relevantes.

O projeto NHNAI incluirá quatro etapas distintas:

  1. Co-construção das questões mais relevantes a debater com as comunidades de partes interessadas e integração de conhecimento académico relevante.
  2. Submissão dos conteúdos assim produzidos para contributos e opiniões durante debates coletivos com as comunidades de parceiros através de workshops cara a cara e debates online.
  3. Recolha e disseminação de resultados de forma agregada e para a sociedade de forma ampla, para servir de base à regulação e elaboração de políticas éticas de maneira abrangente (sobretudo, através de recomendações e livros brancos).
  4. Preparação da infraestrutura que permitirá concretizar a missão de reforçar capacidades nos anos que se seguem.

Para promover o reforço de capacidades éticas nos participantes da reflexão social, o projeto NHNAI usará o CartoDEBAT, uma plataforma para promover o dialógo entre cidadãos, desenvolvida por uma empresa de tecnologia cívica, com o contributo de colaborações científicas no âmbito de projetos educativos e estudos de investigação e desenvolvimento ambientais.

No âmbito do projeto NHNAI, a plataforma será usada para agregar os primeiros contributos produzidos nos workshops cara a cara (organizados pelas universidades parceiras em oito países) e dar oportunidade a comunidades maiores de participantes de contribuir online para a reflexão sobre humanismo na era das neurociências e inteligência artificial.

Mais sobre o reforço da capacidade ética da NHNAI

Rede NHNAI

Sob a égide da Federação Internacional das Universidades Católicas, a rede NHNAI reúne múltiplas instituições de ensino superior católicas:

  • Universidade Católica de Lyon – França (coordenadora)
  • Federação Internacional das Universidades Católicas – França
  • Universidade Católica de Lille – França
  • Universidade LUMSA – Itália
  • Universidade de Namur – Bélgica
  • Universidade Católica Portuguesa – Portugal
  • Pontifícia Universidade Católica do Chile – Chile
  • Universidade Católica da África Oriental – Quénia
  • Universidade Católica Fu Jen – Taiwan
  • Universidade de Santa Clara – Estados Unidos da América
  • Universidade de Notre-Dame – Estados Unidos da América
Mais sobre a rede NHNAI

Organização do projeto NHNAI

O primeiro ciclo de implementação do projeto NHNAI decorrerá entre janeiro de 2022 e agosto de 2025, envolvendo quatro atividades principais:

  • Atividade 1 irá promover a interligação entre diferentes atores académicos e não-académicos envolvidos no projeto. Em março de 2022, os especialistas académicos da rede NHNAI irão juntar-se num workshop científico. Em maio de 2022, haverá, a nível local, workshops de contextualização dos problemas com as comunidades de partes interessadas dos diferentes países, de modo a co-construir as questões mais prementes para o debate.
  • Atividade 2 será dedicada ao reforço das capacidades dos atores para refletir sobre questões éticas associadas à inteligência artificial e às neurociências, através da reflexão coletiva sobre humanismo na era das neurociências e da inteligência artificial. Haverá duas fases de debate coletivo com as comunidades envolvidas (de fevereiro a abril de 2023; de novembro de 2023 a janeiro de 2024) acerca das questões identificadas e co-construídas durante a atividade 1. Cada fase começará com um workshop cara a cara, seguido de um debate online.
  • Atividade 3 focará a análise do material produzido durante a reflexão coletiva da atividade 2 e a disseminação dos seus resultados. A atividade incluirá a elaboração de um livro branco com recomendações para a regulação ética da inteligência artificial e das neurociências. Os resultados do projeto NHNAI também serão partilhados e veiculados através de parceiros da indústria. A atividade 3 também incluirá trabalhos académicos em equipa, resultando em várias publicações e na conferência internacional “O Novo Humanismo na era das Neurociências e da Inteligência Artificial” (a realizar em novembro de 2024).
  • Atividade 4 visa garantir que o projeto NHNAI é adaptável e responsivo à aprendizagem, com o aprimoramento e disseminação da metodologia de reforço de capacidades éticas. Um(a) estudante de doutoramento irá explorar as condições chave que possibilitam o reforço de capacidades éticas em todas as partes interessadas, adotando uma abordagem integradora baseada no conhecimento académico. Iremos organizar um seminário periódico acerca deste tópico. Iremos elaborar diretrizes para a elaboração de material de formação para atores e facilitadores da reflexão ética coletiva baseada numa abordagem integradora.
Mais sobre o calendário e resultados do projeto NHNAI

Conheça a Nossa Equipa de Coordenação

Para assegurar o sucesso do projeto NHNAI, constituímos uma equipa de coordenação forte que, além do coordenador do projeto e do engenheiro de investigação, inclui um coordenador para cada uma das quatro atividades do projeto.

Mathieu Guillermin
Mathieu GuillerminCoordenador do projeto NHNAI e da atividade 4
Mathieu é professor associado do centro de investigação Confluence: Ciências e Humanidades da Universidade Católica de Lyon. É doutorado em Física e em Filosofia. Estuda questões filosóficas e éticas associadas às novas tecnologias, sobretudo na área da inteligência artificial. Também explora as questões epistemológicas derivadas da articulação entre várias formas de racionalidade (entre disciplinas académicas, mas também com racionalidades extra-académicas ou de senso comum).
Fabio Macioce
Fabio MacioceCoordenador da atividade 1
Fabio Macioce é professor de filosofia do Direito na Universidade LUMSA. Os seus interesses de investigação incluem o pluralismo e a bioética e a Neurociência e o Direito.
Maria-Laura Moreno-Sainz
Maria-Laura Moreno-SainzCoordenadora da atividade 2
Maria-Laura é professora associada do centro de investigação Confluence: Ciências e Humanidades da Universidade Católica de Lyon. É socióloga, cientista política e intérprete. Os seus interesses de investigação incluem as representações sociopolíticas e a interculturalidade. Desde 2018, é membro da Cátedra UNESCO “Memória, Culturas e interculturalidade”.
Montserrat Alom
Montserrat AlomCoordenadora da atividade 3
Montserrat é diretora do CIRAD, da Federação Internacional das Universidades Católicas. Também é investigadora associada no CEPED-IRD/Universidade de Paris. Tem um doutoramento em Sociologia da Ciência (especialidade em financiamento e avaliação de investigação, investigação para políticas de desenvolvimento, internacionalização da investigação e cooperação científica internacional), dois mestrados em Sociologia e Relações Internacionais, um DESS em Gestão de Projetos e um DU em Cooperação Internacional.